.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Remexer gavetas

 

.Cuecas frescas

. Afinal, isto tem um final...

. Vamos a elas!

. Todos gabarolas, todos ig...

. O que os homens querem!

. Uma relação! O ponto de v...

.Cuecas sem elástico

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.Elásticos

.Segue-nos!

Elástico da Cueca... o Blog!
Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2007

Uma relação! O ponto de vista de uma mulher e de um homem...

Um fala polaco, o outro fala chinês... ambos querem o mesmo!

Mau_Feitio diz...
Relações - Perspectiva de uma mulher

 

Uma relação começa atrás de um olhar, de um toque, de um sorriso ou mesmo da "maravilhosa sms". Porque ele é mais bonito, porque ele tem um sorriso mais engraçado ou porque simplesmente é simpático e gostámos do que ele nos disse. Um copo aqui, um jantar acolá e de repente já se está apaixonada. Vamos lá tirar uma foto para recordar, trocar o msn, ligar a câmara, deixar comentários amorosos no hi5 e plim... Queres namorar comigo? Ah e tal como está frio e ando a precisar de um cobertor, a resposta é sim!

 

E depois é sempre a diminuir. O sorriso já irrita, já não há saldo para enviar sms, quero é dormir e não me apetece ficar até muito tarde no msn, os convites para jantar são feitos aos amigos. Fora as discussões e as pazes que se fazem durante o romance.

 

Numa saída com amigos a vida parece fantástica. Viva os copos! O namorado nem está aqui para me chatear a cabeça e plim... Olha ali um rapaz tão giro! Vai de chegar perto. Trocar número e o resto já todos sabemos. Nasce novamente uma relação. É desta, é desta, encontrei o homem da minha vida! Para quê escolher se depois de uns meses é tudo igual?  Ninguém vive sem paixão? Bem que a paixão durava mais uns meses. Temos necessidade de viver num ciclo? Sim, há várias excepções. Há aquele pessoal que casa, tem filhos e vive com o olho na vizinha. Por amor de Deus! Não há paciência para tantas vidas numa só...

 



 

 

AlfmaniaK comenta...
Relações - Perspectiva de um homem

 

Em jeito de desabafo:
Uma relação começa ou quando convém, ou quando de facto se está em crer que é isso que se quer. Não vejo outro motivo para haver uma relação... ou melhor, haver(?) até há, mas no fundo o seu início deve-se a uma das condições já mencionadas. Porque convém ou porque julga-se ser isso o que se quer.

 

As relações "amorosas" são, numa perspectiva humana, um escape social. Adornado de motivos bonitos, mas em última análise, servem para colmatar algo egoísta em cada um. Por essa razão, uma vez consumada a relação, o que motivou a sua aceitação, desaparece.
Pouco mais se pode esperar, se já não há motivo para que o nosso lado racional o procure ou aceite, das duas uma: ou se parte para outra e repete-se a história, ou preparamo-nos para viver em condescendência.

 

Numa perspectiva biológica, as relações amorosas são consequência de uma necessidade fisiológica. Porém, desta forma não reconhecemos pessoas, mas espécies. Posto isto, as relações dependem da melhor solução para essa necessidade. Ou seja, dada a noção de competitividade, é natural que uma relação também não se sustente em exclusividade ad eternum, mas sim da necessidade em satisfazer da melhor forma uma vontade, digamos, emocional... ou simplesmente idiota.
Assim, ou se parte para outra e repete-se a história, ou parte-se para outra e repete-se a história.

 

Tudo isto para dizer que, para mim, as relações tanto podem ser o que queremos, como o que não queremos mas sabe bem! Por este motivo, não me importo de ser senhor da minha vontade e optar, se possível(!) em vez de perder tempo com redundâncias pseudo-emocionais.

 

Ficar quieto? Correr o risco da monotonia? Conhecer o desespero na 1º pessoa? Para mim constituem desafios bem mais emocionantes, que andar de balcão em balcão a pagar copos a rabos de saia.

Tenho dito!

Estampa: Heartbreakers Crew
Vibe: All Good Things (Come to an End) - Nelly Furtado
Esticado por Cláudia Oliveira às 16:00
Cozido por AlfmaniaK em 04/12/2007 às 15:27
Esta cueca | Partir um elástico | Engavetar
10 comentários:
De cigana a 5 de Dezembro de 2007 às 19:27
As relações começam porque as pessoas passam o tempo a apaixonar-se sem mais nem menos, e acabam com a mesma velocidade...
Ou por muitas razões de conveniência já citadas, e então podem eternizar-se porque ambos pactuam em manter a situação...
Ou por razões genuínas, porque há mais do que paixão, há um relacionamento sério e profundo que funde duas pessoas numa só e que é o único que talvez consiga sobreviver às adversidades.
De AlfmaniaK a 7 de Dezembro de 2007 às 15:40
Juro que tento e tento, e não consigo entender o que são razões genuínas... ou então sou um incrédulo.
Até nas relações parentais questiono a genuinidade (quando é suposto haver), quanto mais nas relações no geral.
E concordo com o "há mais do que paixão", há interesses! Válidos ou não, a paixão é relegada para segundo plano. E acredito que a relação se salve graças à perícia com que se gere o equilíbrio entre interesses... individuais.
De antiego a 7 de Dezembro de 2007 às 17:10
Altamente andar dos 15 aos 35 a rebolar por centenas de paixões até soçobrar... e que tal uma companhia?
"Lucky in love, that's how life ends" - The Go-Betweens
De Miss Bradshaw a 13 de Dezembro de 2007 às 18:21
confesso que concordo com os dois pontos de vista.

as relaçoes ,no meu ponto de vista,tem a unica funçao de nos mostrar aquilo que queremos e o que nao queremos na outra pessoa. Apartir do momento em que ja foi tudo aprendido a relaçao chega a um ponto que so a ruptura resiste.
Não ha amor ou paixao que suporte uma pessoa que nos ja nao suportamos e que faça as coisas voltarem a ser o que eram. mas claro ha sempre os teimosos qyue pensam que sim que conseguem e depois,das duas uma,ou acabar sentados em tribunal a dividir frigorificos e makinas de lavar ou acabam cornudos .

concordo imenso com o alf na ultima coisa que ele diz. Tramado tramado é uma pessoa conseguir bastar-se e sentri-se bem sem ter alguem a dizer que esta gira e que gosta muito dela! Tramado é ver um casalinho meloso e nao sentir a falta daquilo que eles têm .A gora andar á procura de pés quentes só porque as meias já nao os aquecem....a meu ver....isso é estupido!

beijinhuu po alf (ainda te lembras disto xD)
De Bruno, The Master a 13 de Dezembro de 2007 às 21:55
Há algum tempo atrás escreveu-se algo sobre isso
aqui (http://no-messages-inbox.blogspot.com/2007/12/prazer-feminino.html)

A conclusão que se chegava, era que na realidade isso aconteceu no passado, acontece no presente e por muito que se tente acontecerá no futuro...
só perdas de tempo...
De Bruno, The Master a 13 de Dezembro de 2007 às 21:56
Enganei-me no link...
http://no-messages-inbox.blogspot.com/2007/04/pragmatismo-msculo.html
De Cláudia Oliveira a 14 de Dezembro de 2007 às 21:17
Tinhas de vir fazer publicade, né Bruno? Mau mau mau...
Pessoal, toca a ler o Blog do Bruno e dos rapazes, ou dos Rapazes e do outro Bruno... Parece que é bom!
De Bruno, The Master a 20 de Dezembro de 2007 às 01:13
Mau feitio, nao era esse o intuito, agora revendo o pareça. contudo para tal basta que cliquem no meu nome :D

O intuito era mesmo que fossem ler os comentários, que acho que demonstram tudo!!
Não há entendimento possível!!!!
De antiego a 17 de Janeiro de 2008 às 13:58
Então, já não escrevem um artigo há mais de um mês. Foram nomeados no meu blog.
De My Way a 28 de Janeiro de 2008 às 18:30
Bem...está tudo respondido em :

http://cat_3105.blogs.sapo.pt/28232.html

As relações são de facto complicadas... Ou será que Nós é que somos complicados? :P

Fiquem bem.

Partir um elástico

O Elástico no Sapo Spot!!


.Lixívia

unidade(s)

.Estendal