.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Remexer gavetas

 

.Cuecas frescas

. Afinal, isto tem um final...

. Vamos a elas!

. Todos gabarolas, todos ig...

. O que os homens querem!

. Uma relação! O ponto de v...

.Cuecas sem elástico

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.Elásticos

.Segue-nos!

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2007

Corno é singular masculino!!!!!

Corno é masculino... até no inferno!

 

 

A língua tem destas coisas que podem dar que pensar. "Corno" é masculino.
Com esta pequena introdução revelo o âmago deste post, e não tenho forma mais simpática de começar isto, senão tocando no nervo ciático directamente:
A mulher é tendencialmente infiel!

 

Admito que a premissa é frágil, mas não consigo deixar de observar que de facto o género feminino tem uma facilidade singular em trair, enganar, mentir ou iludir até ao extremo que, à sua data, mais lhe convém. Se eu quisesse abordar isto com números, sentir-me-ía melhor, mas não há! Portanto somos todos iguais. Homens e mulheres são, para todos os efeitos, infiéis em igual número. Ainda assim não consigo deixar de debitar alguns reparos nos comportamentos sociais que sugerem haver uma tendência clara para que a mulher seja infiel:

  • 1º A mulher vive numa falsa ideia de segurança. Afirma sempre que sabe o que quer. Antes, na véspera e depois, mesmo quando a sua opinião muda, a mulher raramente admite que podia ter dúvidas sobre o que queria.
  • 2º O estigma social que a mulher tem vivido, fez dela uma pessoa sugestionável. O ambiente, as palavras, os jogos levam as mulheres a experimentar o que ontem elas não fariam.
  • 3º A mulher especula muito. Esclarece pouco. E é vingativa. (isto numa relação é perigosíssimo)

 

Detesto generalizações fáceis e, para manter isto nos eixos, poderia concordar sem questionar a frase: "Não há mais ou menos homens/mulheres infiéis... há pessoas infiéis!", mas também detesto hipocrisias fáceis.
O Homem (entenda-se homem/mulher) é um ser sexual. A partir daqui todos somos infiéis, porque a consciência sexual não obedece aos cânones morais. O que distingue uns de outros, é exactamente a sua segurança consigo próprio. Os homens querem mandar quecas. Não o negam. Isto é salutar.
As mulheres também querem mandar quecas. Mas admitem?
Uns sabem o que querem e agem de acordo com isso. Outros afirmam que sabem o que querem e têm conflitos na forma de agir.
Qual é a mulher que não sabe mentir? Qual é o homem que sabe mentir? Quem tem mais orgulho nesta questão(?), eles ou elas?
Quase que é anedótico, mas mais depressa se apanha um corno, que uma mulher fiel!!!!

 

Os homens? Nós somos patéticos. Se queremos, vamos! Se não queremos, não vamos! Tão simples como isto. Assumimos um lado sexual que faz de nós pessoas não fiéis, porém, não necessariamente infiéis. O homem que é infiel raramente expõe essa realidade. Já as mulheres... O homem infiel, raramente se preocupa em sustentar a mentira, é um 8 ou 80! Ou fica com a outra, ou com a respectiva. O homem infiel é o idiota que mantém a fachada do que não lhe serve... mais depressa se descarta da sua relação moral, do que viver com ela!

 

Mais uma vez, isto não se aplica a todos, mas há linhas que facilmente se ajustam a quase tudo o que nos rodeia. E em jeito de remate, que se entendam os 3 pontos comportamentais:

  • 1º Ao se acreditar falaciosamente que se sabe o que quer, é meio caminho andado para, ao tropeçar na realidade, a falsidade dessa segurança vir ao de cima.
  • 2º A influência de terceiros é determinante no comportamento. Ou são as amigas que já fizeram, ou é a palavrinha doce do conquistador mal intencionado. Ser-se sugestionável facilita que estas coisas levem a melhor sobre a pessoa que não sabe o que quer.
  • 3º O comportamento vingativo da mulher funciona com réplicas. Se elas acreditam que ele lhes é infiel, elas respondem com a mesma moeda (confesso que não sei bem para quê?), na tentativa de provar alguma coisa...

Abstenho-me de enumerar ou referir os casos infelizes das mulheres que são infiéis para salvar a relação... enfim!
E fica a pergunta: Se o importante é a cumplicidade, a confiança, o amor, etc... para que raio serve o argumento/desculpa da infidelidade: Compensação sexual?


AlfmaniaK

Já agora, deixem o vosso voto aqui à direita... nós deixamos!

Abaixo, bem juntinho a mim está a oposição feminina, a Morena não se ficou e adoptou a frente politicamente correcta desta questão! Tomem nota de ambos os posts e opinem.

Estampa: Desconfiado
Vibe: Edvard Grieg - Peer Gynt Suite#1.IV Dança de Anitra
tags:
Esticado por AlfmaniaK às 21:07
Esta cueca | Partir um elástico | Engavetar
40 comentários:
De sextrip a 23 de Setembro de 2007 às 22:17
De Cindy a 27 de Setembro de 2007 às 09:54
Pois eu acho que os homens traem mais. Aliás vão traindo sem nunca se decidirem, pois o homem tem de ter uma mulher como certa e outra(s) para certas ocasiões. Agora a mulher quando trai, é porque as coisas não estão bem, mas a diferença é que, não vai traindo, é do estilo ou vai ou racha, isto é, ou opta pelo actual ou pelo novo.
De AlfmaniaK a 30 de Setembro de 2007 às 19:29
Acho esta posição muito redutora para ambos os géneros.
De Moura ao Luar a 30 de Setembro de 2007 às 18:56
Pois eu axo k nem homens nem mulheres têm natureza de fidelidade, e prontos
De AlfmaniaK a 30 de Setembro de 2007 às 19:27
Não podia estar mais de acordo, ainda assim o que exponho no post é, dentro da guerra dos sexos, qual o mais dado ou susceptível a ser traidor...

Por outras palavras deixo um exemplo figurativo:
"Eu acho que nem homens nem mulheres são melhores na matemática ou no raciocínio abstracto, porém um género possui uma apetência vocacionada para estes que o outro não tem."
E então, será a guerra dos sexos, ou é apenas uma condição física, social ou, até, de Natureza sexual?
De nanny a 1 de Outubro de 2007 às 00:02
Não estás à espera que te dê mimos depois de um post destes, pois não?

É que nem te passe pela cabeça que eu possa concordar contigo... de uma forma geral, os homens são mais infiéis que as mulheres! Generalizando, claro, mas foi o que tu fizeste!

As mulheres, hoje em dia, têm mais facilidade em dar "réplica", se assim quiseres, mas depois de quantas infidelidades masculinas...?

Se realmente assumirmos que o Homem (ser humano) é um animal sexual e que o resto são convenções... então não existe traição nem infidelidade... ou não será?
De AlfmaniaK a 1 de Outubro de 2007 às 00:28
Bom! A avaliar pela introdução, parece-me que o post tocou onde não devia... ou então podia tentar fazer alguma analogia pessoal sugerindo que já foi vítima, ou já "replicou" (o que não invalida a parte da vitimização)...

Em todo o caso, não pretendo que concordem comigo, e fora as generalizações, procuro discussão, debate, troca de ideias... e deste comentário depreendo que tu, com consciência de o resto serem meras convenções, sejas uma pessoa possessiva ou de ciúmes elevados, e penso que não sou o primeiro a sugerir tal coisa.


Volta mais vezes. A tua participação deixou-me curioso!!!
De sextrip a 1 de Outubro de 2007 às 12:14
bom.... vou então dar a minha opinião neste artigo:

as "traições" insinuam-se por duas razões principais:
- porque apetece ter sexo com outra pessoa.
- porque a relação que se tem "já era".

no 1º caso, acho o seguinte, ou não se levam avante, ou se se levam que se façam sem que a outra parte saiba - sejam inteligentes, façam a coisa sem pontas soltas e esqueçam...

no 2º caso, tenham a coragem e a frontalidade (leia-se "tomates", mesmo que sejam mulheres) para terminar aquilo que "já era".
depois disso, forniquem à vontade.

para o 1º caso, não há desculpas : apeteceu seduzir ou apeteceu ir na sedução - o gajo ou a gaja eram irresistivelmente imperdíveis e ponto final.

para o 2º caso, não existe mesmo justificação alguma : tenham a coragem de acabar com aquilo que não serve a ninguém.

tudo o resto, quem fode mais, quem encorna mais, quem é mais santinho/a, mauzinho/a, quem isto e aquilo.... é tudo conversa coxa !

como se a dignidade tivesse sexo, foda-se !!!

(a questão levantada pelo AntiEgo fica sempre sem resposta...)
De nanny a 2 de Outubro de 2007 às 00:12
ahahahah

Deixa-me rir que hoje não tenho tempo para te esclarecer... andas meio despistado... eu não sou nova por cá, tenho é tido menos tempo... e nunca fui dada a fugir a uma boa controvérsia, bem pelo contrário!

Beijoca da gata
De PrincesaVirtual a 2 de Outubro de 2007 às 23:19
Ahhhhh ainda vim a tempo...desculpe meu caro Alf(sem a) maniaK, mas as mulheres não são tendencialmente infieis. As mulheres são tendencialmente mulheres, e cada corno (homem) tem a mulher que merece!!!

Beijos (recatados) da Princesa pudica :D
De Cláudia Oliveira a 12 de Outubro de 2007 às 18:31
ja há post novo
De mteresinha a 3 de Outubro de 2007 às 16:23
oi!
basicamente anda tudo a dizer/ escrever o mesmo....mas pronto... a polémica nunca morrerá, qt mt pode arrefecer!
continua com os bons posts!
jocas
De sextrip a 12 de Outubro de 2007 às 10:22
mas vocês adormeceram ou quê ?!?!?

nós, leitores, exigimos novos artigos !!!
senão... vai haver sarrabulho.
De Cláudia Oliveira a 12 de Outubro de 2007 às 18:31
sarrabulho é que não, ja temos post novo

Partir um elástico

.Estendal